Cresça com cada obstáculo, não se curve diante deles

Não deveríamos fugir do medo ou de nossos obstáculos devíamos enfrenta-los, mas o que acontece na maioria das vezes é que somos acorrentados ao nosso passado, frustração, medo de errar ou o que falta nos é apenas no que crer, um pouco de Fé a mais para continuar ou alguém com quem contar nos momentos difíceis. E isso em alguns momentos de nossas vidas nos vai tornando incapacitados para realizar aquele dilema ao qual estamos passando.

Com isso vamos abdicando de nossos ideais, o real valor ao qual queremos chegar, e em alguns momentos os nossos sonhos serão deixados para trás, as metas não mais chegaram e os objetivos deixarão de existir.

Seremos massacrados pelos nossos medos e pela falta de confiança em si. Queremos ouvir do outro que somos capazes para continuar com algum projeto, mas o que acontece é que somos pisoteados por que a maioria espera que erramos ao acertar. Com isso deixamos de crer em nossos sonhos pois somos levados a acreditar que realmente não somos capazes quando na verdade a primeira pessoa que tem que confiar em ti é você mesmo.

Vamos ser obrigados a desistir, mas eu peço a vocês continuem, sonhem, tenham Fé, pois com seu esforço, suas metas traçadas e os objetivos lançados você se tornará incombatível. Vencerá a guerra do medo. Ganhará a medalha da superação de obstáculos e com isso virá a motivar várias outras pessoas ao seu redor.

Aprenda a comemorar suas vitórias você é merecedor delas, ponha seus sonhos, todos eles em Deus e você realizará todos, mesmo que ele possa parecer impossível aos olhos humanos. Aprenda a crer primeiramente e unicamente em você mesmo, os outros dirão atrocidades, ferverão seus neurônios, mastigarão suas expectativas. Aprenda a crescer com a opinião dos outros ao invés de diminuir-se.

Cresça com cada obstáculo não se curve diante deles, aprimore suas fraquezas com cada dificuldade ao invés de achar que não consegue. Pois você pode tudo quando se abre a mente para entender que somos propícios ao erro, mas que nunca devemos parar porque erramos, mas aprimorar suas metas para que possamos nos tornar mais toleráveis à ele e fazer com que aprendemos para que não voltemos a cometer o mesmo.

“Construí amigos, enfrentei derrotas, venci obstáculos, bati na porta da vida e disse-lhe: Não tenho medo de vivê-la” (Augusto Cury)

Anúncios